• home
  • >>
  • noticias
  • >>
  • Indústria eletroeletrônica deve encerrar o ano com queda de 4% no faturamento

Indústria eletroeletrônica deve encerrar o ano com queda de 4% no faturamento

10/12/2015

Indústria eletroeletrônica deve encerrar o ano com queda de 4% no faturamento

Em 2014 o faturamento do setor ficou 2% abaixo do registrado em 2013, já refletindo a deterioração do cenário econômico. O faturamento da indústria de eletrônicos deve recuar 4% neste ano para R$ 148,3 bilhões, de acordo com projeção da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). No ano passado, o faturamento do setor ficou 2% abaixo do registrado em 2013, já refletindo a deterioração do cenário econômico, que se acentuou neste ano. Na área de automação industrial, o faturamento real, já descontada a inflação, deve cair 5% ante R$ 4,5 bilhões registrado um ano antes. O segmento de componentes elétricos e eletroeletrônicos vai recuar 5% contra R$ 10,3 bilhões em 2014. Já equipamentos industriais deve encerrar o ano com estabilidade frente ao ano passado, quando o faturamento somou R$ 25,7 bilhões. A Abinee estima recuo de 4% frente a R$ 15,7 bilhões faturados na categoria de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica (GTD) em 2014. A partir do segundo semestre deste ano, a situação das distribuidores, que no ano passado sofreram com problemas de caixa, melhorou. As geradoras, por outro lado, estão com o caixa pressionado neste ano. Já o setor de trasmissão e distribuição tem recebido poucos investimentos, com os últimos leilões esvaziados. Juntos, esses fatores têm derrubado o faturamento da indústrias que fornece para a cadeia elétrica. O segmento de informática deve encerrar o ano com perda de 19% no faturamento contra um ano antes, quando registrou R$ 37,6 bilhões. Material elétrico de instalação cairá 17% contra R$ 9,7 bilhões, segundo a associação. Para utilidades domésticas a projeção é faturar 14% menos. No ano passado, a categoria teve R$ 20,5 bilhões em faturamento. A indústria de telecomunicações na categoria de infraestrutura deve recuar 14% neste ano, enquanto na categoria de telefones celulares crescerá 3%. O segmento de telecomunicações como um todo deve manter o faturamento em linha com 2014, somando R$ 29,5 bilhões. Um ano antes, o segmento faturou R$ 29,6 bilhões. Balança comercial As exportações da indústria eletroeletrônica devem recuar 11% até o final do ano, com US$ 5,8 bilhões. No ano passado, os embarques somaram US$ 6,5 bilhões, queda de 9% na comparação com 2013. Já as importações devem cair 19% para US$ 33,2 bilhões neste ano, impactadas pela retração do consumo doméstico. Em 2014, a entrada de produtos no Brasil havia recuado 6% para US$ 41,1 bilhões. Se confirmada a previsão da Abinee para este ano, o saldo da balança comercial ficará negativo em US$ 27,4 bilhões, queda de 21% frente ao registrado no ano passado. Fonte: dci


© Tink Roll - 2015 - Todos os direitos reservados

PlanoBWeb

Desenvolvimento: